4 dicas para construtora ou imobiliária construir uma estratégia de venda
dicas para construtora

4 dicas para construtora ou imobiliária construir uma estratégia de venda

A perspectiva do mercado imobiliário no Brasil não é das melhores, conforme aponta a revista Exame. Devida à crise econômica que o país vem sofrendo desde de 2015 com o endividamento das famílias e os juros elevados, o setor da construção  vem sofrendo retração a mais de 30% desde de outubro de 2015, de acordo com a Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio).

Como as expectativas não são boas, muitas empresas encontraram um caminho sem volta: fechar as portas. Para as construtoras e imobiliárias que permaneceram no mercado, a queda na concorrência contribui para a melhoria da situação. Além disso, a busca por alternativas também tem mantido empresas de portas abertas.

Estratégias diferenciadas

Apesar da crise ter desestruturado diversas construtoras, existem imobiliárias que estão conseguindo manter o crescimento – ou pelo menos evitando a retração. Para isso, foi necessário investir em diferentes tipos de estratégias. Foi nesse momento que o Inbound Marketing ganhou espaço no segmento imobiliário.

A primeira vantagem encontrada é a redução de custos com marketing. Por exemplo, para realizar uma publicação de uma página aos domingos (dia com maior circulação) em jornal impresso na região de São Paulo Capital (impacto médio de 320 mil pessoas), o investimento gira em torno de R$440 mil. No digital, esse investimento cai pra R$6 mil.

Além do custo reduzido, o Inbound Marketing permite que seja feita a mensuração de resultados com precisão – sabemos exatamente quantas pessoas clicaram em um anúncio no Google. Por outro lado, não conseguimos medir quantas pessoas foram impactadas por um outdoor, por exemplo.

Inbound Marketing Imobiliário

Com cada vez mais adeptos, é importante mantermos um alinhamento comum sobre como é a atuação do Inbound para imobiliárias, pois existe uma limitação. A forma mais simples de explicar é pensar que uma imobiliária não funciona como um ecommerce. Não conseguimos gerar toda a venda pela internet porque o ticket é muito alto e a venda é complexa. Existem muitas variáveis que influenciam a venda, que vão desde o trabalho do corretor até a aprovação de financiamento em banco, que depende de muitos fatores.

Entretanto, mesmo que o Inbound Marketing imobiliário não seja feito 100% online, as estratégias facilitam a venda e a tornam mais rápida, uma vez que os prospects abordados estão muito mais perto do momento da compra. Por isso, separamos neste post 4 dicas práticas para iniciar um planejamento de Marketing Digital para uma construtora ou imobiliária.

1- Qualificação de Leads

Todo corretor, imobiliária ou construtora possui uma pilha de cartões ou uma lista de e-mails de pessoas que foram abordadas em lançamentos, feiras e eventos. O que muitas empresas observam como simples dados, para o Inbound Marketing são informações extremamente valiosas. Serão esses contatos o nossos primeiros Leads a serem trabalhados e qualificados.

Importante: Se a sua imobiliária nunca fez nenhum tipo de comunicação via email, ou se faz muito tempo que você não troca mensagens com essas pessoas, vale a pena fazer a higienização da lista primeiro, ou seja, separar os contatos que podem ser usados dos que estão inválidos. Fazer essa prática economiza tempo na prospecção e aumenta as chances de conversão em vendas futuras.

Para esses contatos, devemos iniciar a comunicação com um template de email simples. Nosso objetivo é qualificar esses Leads, uma vez que eles já tiveram um primeiro contato com a sua imobiliária. Aqui valem desde estratégias básicas, como apresentar os novos empreendimentos, até mesmo algo agressivo para venda, como fazer ofertas.

Vale ressaltar que, em paralelo, esses Leads podem receber newsletters quinzenais sobre as novidades da sua imobiliária. Essa é uma ótima forma de ser lembrado, só precisamos tomar cuidado aqui para não enviar aos clientes que já realizaram uma compra a mesma oferta novamente.

2- Geração de Leads

Ao mesmo tempo em que os Leads já existentes estão sendo qualificados, é importante que novos Leads sejam gerados. Para isso, temos duas opções principais:

Oferta fundo de funil (perto da venda)

As ofertas diretas contribuem para geração de Leads mais qualificados, que necessitam de menos tempo de nutrição, agilizando o processo de compra. No caso de imobiliárias, algumas práticas rápidas e simples podem cumprir essa função. Separamos algumas ideias para você colocar no ar já:

  • Landing Page com contagem regressiva para lançamento de novo empreendimento;
  • Ofertas com desconto ou com benefícios como “ganhe cozinha mobiliada” ou “ 2 garagens inclusas se fechar a compra neste mês”;
  • Agendamento de visita ao apartamento decorado;
  • Avaliação do seu imóvel para troca;
  • Vídeo de apresentação do imóvel com demonstração da planta baixa.

Ofertas topo de funil (primeiros passos do Lead)

Com a oferta de fundo de funil rodando, ganhamos tempo para preparar as personas e a jornada de compra, assim como os conteúdos para topo e meio de funil, que já podem servir para nutrição de Leads posteriormente. Aqui, conteúdos educativos que destacam diferenciais dos seus empreendimentos são muito bem-vindos:

  • Manual do inquilino;
  • Comparação entre bairros;
  • Dicas de como melhorar seu apartamento para venda;
  • Importância de ter um prédio com vigilância 24h;
  • Benefícios de morar perto do trabalho;
  • Vantagens de ter academia no prédio.

3 – Segmentação de Leads

Para essas Landing Pages que citamos na dica anterior, vale lembrar que incluir estratégias para segmentação de Leads desde o início facilita o trabalho de nutrição. Por exemplo, para o material de comparação entre bairros, já podemos pedir ao Lead qual a preferência dele e pensar em um fluxo de nutrição específico para aquele bairro. Dessa forma, você envia o conteúdo adequado para a persona ideal, otimizando o processo de decisão de compra.

Já para o “Manual do Inquilino” você pode questionar ao Lead qual o objetivo dele para saber se ele tem interesse em comprar, vender ou alugar. Caso o Lead selecione “alugar” e sua imobiliária não trabalhe com aluguéis, por exemplo, esse Lead não tem potencial para se tornar um cliente, ou seja, ele não precisa participar de um fluxo de nutrição de imediato.

Algumas outras opções de campo também contribuem para a segmentação de Leads, como:

  • Quantos quartos você precisa no apartamento? (Resposta: 2/ 2 a 3/mais de 3)
  • Você possui animais de estimação? (Resposta: sim/não)
  • Você possui filhos? (Resposta: sim/não)

Lembre-se apenas de que todas as informações perguntadas em formulários de Landing Pages devem ter um objetivo futuro. Perguntar apenas para saber, além de não ter finalidade, pode diminuir a conversão de visitantes para Leads.

4 – Parcerias com negócios locais

Se a sua imobiliária está explorando uma região desconhecida ou menos populosa, faz sentido que você procure negócios locais para fazer parcerias. Uma boa ideia é fechar parcerias com restaurantes que ficam nas redondezas para divulgar o novo empreendimento.

Por exemplo, sua imobiliária pode promover concursos culturais do tipo “Por que você moraria no bairro X”, estimulando os clientes a participarem em troca de um jantar grátis naquele mesmo restaurante. Além de você contribuir para o movimento do local, você também capta Leads através de uma Landing Page simples. Lembre-se de colocar um campo “você aceita receber emails sobre o empreendimento X” para garantir uma boa taxa de abertura e clique nas suas campanhas futuras.

O mesmo fluxo funciona para outros tipos de comércio, como salão de beleza, escolas e supermercados.

Resultado

A geração de Leads para topo e fundo de funil, com ações de qualificação de Leads em paralelo, são os primeiros passos para uma estratégia efetiva de Inbound Marketing imobiliário. Com ajustes rápidos e práticos, conseguimos ter pequenos benefícios como a redução no tempo do processo de venda.

Os números de mercado indicam que hoje a decisão de compra leva de 9 a 12 meses. Por isso, quanto antes você iniciar o planejamento a execução de estratégias, mais cedo sua imobiliária vai sentir o impacto dos resultados.

estratégias de marketing

Estratégias de marketing para venda de imóveis

Estratégias de marketing para o mercado imobiliário

As estratégias de marketing são importantes em qualquer negócio. Para o mercado imobiliário as estratégias de marketing para venda de imoveis é fundamental.

Mesmo com um cenário econômico não muito favorável ao mercado, é necessário encontrar meios para sobreviver e se destacar.

As construtoras que mais vem se destacando nesse mercado são as que investem em estratégias de marketing para venda de imoveis.

Com a evolução da internet o consumidor ficou mais ativo na busca de informação sobre o que deseja comprar.

Com táticas em marketing de conteúdo é possível gerar leads e a vender mais.

Veja algumas estratégias de marketing que podem ajudar nas vendas de imóveis.

Produção de conteúdo

O que não pode faltar dentro das estratégias de marketing para venda de imoveis é a produção de conteúdo. Com bons conteúdos é possível fazer crescer o tráfego orgânico e o tempo de engajamento. Isso ajuda a gerar leads, ou seja, mais gente interessada em seus produtos e serviços.

Está cada vez mais comum ver postagens em blogs com palavras-chave otimizadas nas buscas do Google.

Com isso os assuntos podem variar. Você pode criar conteúdos de qualidade falando de assuntos relacionados ao seu mercado. Sempre pensando em ajudar as pessoas a tirar suas dúvidas, ou seja, trazendo soluções para elas.

Como parte das estratégias de marketing para venda de imoveis é importantíssimo alinhar o conteúdo com o ciclo de compra do lead.

Faça vídeos curtos

Muitas empresas aproveitam ao máximo às oportunidades que surgem para alavancar seus negócios. Uma das oportunidades é fazer vídeos e usar canais como o youtube para isso.

Não é necessário ser um youtuber para produzir bons vídeos. O importante é usar sua criatividade para atrair seu público.

Faça vídeos curtos, sem alongar tanto. Caso não tenha grana para investir em vídeos, faça vídeos com seu celular mostrando os atrativos de sua obra. Você pode destacar trabalhos realizados, ou até mesmo tirando dúvidas sobre tipos e estilos de obras.

Estratégias de marketing nas mídias sociais

Isso mesmo, abusar das redes sociais. O perfil do consumidor hoje mudou e a forma de marketing também. Explore a internet como um canal de comunicação entre empresa e o consumidor tornando assim uma ferramenta comercial para o seu negócio.

Milhões de pessoas estão conectadas no Twitter, Facebook e Instegram. Então, porque não usar essas ferramentas em suas estratégias de marketing? Invista tempo na produção de conteúdo em textos e vídeo e em promoções exclusivas para os seguidores da marca nas redes. Os resultados irão aparecer. 

Se sua empresa já usa alguma estratégia de marketing, compartilha com a gente para saber se está tendo resultados.

Se estiver precisando alavancar as vendas na sua imobiliária ou construtora, fale com um de nossos consultores. Você também pode receber uma avaliação totalmente grátis de suas ações de marketing digital. Clique aqui.

marketing digital nas eleições

Marketing digital nas eleições e sua importância

Marketing digital nas eleições é um diferencial

Marketing digital nas eleições pode fazer seu cliente se destacar entre os demais concorrentes. O Marketing Digital se tornou a melhor opção para empresas ou personalidades  que precisam de visibilidade.

Hoje em dia é fundamental ter uma presença na era digital. E se uma pessoa está buscando mais informações sobre seu candidato e não a encontra na internet? Aas chances de ele não entrar em contato com você são imensas. Um possível eleitor poderá desistir de entender mais sobre suas propostas.

Nesse artigo separamos algumas dicas importantes sobre marketing digital nas eleições.

Presença forte na internet

O marketing digital nas eleições ajuda você a estar onde seus possíveis eleitores estão. Ou seja, fazendo pesquisas na internet quando querem saber de alguma coisa.

O Google é considerado o maior buscador online do mundo. Um bom investimento em Marketing Digital pode contribuir para que você apareça nos resultados e seja encontrado facilmente.

Claro que a presença digital vai além de mecanismos de busca e redes sociais. Um site com um domínio próprio é o mínimo que sua empresa precisa para ter uma boa presença digital.

Sua audiência

Como você se relaciona hoje com sua audiência? Você sabe quem são os seus clientes? Seus hábitos de consumo? Seus comportamentos? Suas profissões?

Outro ponto importante do Marketing Digital é o fato de você poder construir uma audiência que realmente deseja se relacionar com ela até fidelizá-la.

O Marketing Digital possibilita que você atraia as pessoas que realmente estão interessadas.

Além disso, você pode organizar esses contatos, seja por meio de emails cadastrados, assinantes de uma newsletter ou até mesmo fãs no Facebook. Com o passar do tempo, essa audiência se tornará um ativo fundamental para a empresa.

Baixo investimento

Com as ferramentas existentes hoje, com o alto poder de segmentação e com as mais variadas estratégias de otimização do site para mecanismos de busca, investir em Marketing Digital tornou-se muito mais barato do que investir na mídia tradicional.

Com o passar do tempo, o preço para fazer marketing offline acabou ficando alto. Anunciar na televisão, no rádio, na mídia impressa ou em outdoors custa caro. É um investimento alto e do qual a maioria das empresas, principalmente as que ainda possuem pouco faturamento, não consegue dar conta.

Já o Marketing Digital, embora exija, sim, um mínimo de investimento, pode ser muito mais barato do que o marketing de forma offline. Não à toa, as estratégias de marketing online ocupam também grande parte das estratégias de marketing de grandes empresas.

Analisar resultados

Como dissemos acima, o Marketing Digital permite que você determine com muito mais precisão quem é seu público e quais são seus gostos e preferências.

Da mesma forma, é possível acompanhar com a mesma precisão os resultados de qualquer ação de Marketing Digital.

Vamos usar como exemplo. Uma campanha de Email Marketing.

Você consegue ter o acesso exato de quantas pessoas abriram o email, quantas clicaram em algum link e até mesmo quantas efetuaram uma compra por meio dessa campanha.

O exemplo não se limita a esse tipo de campanha. É possível monitorar com extrema precisão o comportamento dos usuários em seu site, o desempenho de anúncios no Google, os resultados de uma postagem nas mídias sociais, o caminho de referência do usuário até ele se tornar cliente e muito mais.

Nesse aspecto, ferramentas de web analytics ajudam muito na hora de mensurar os mínimos detalhes dos resultados das estratégias de Marketing Digital.

 

Atrair clientes

Atrair clientes no facebook, veja 5 dicas

Atrair clientes no facebook nem sempre é fácil

Atrair clientes no facebook, ter diversos seguidores e likes é o que todas as empresas querem. Isso porque facilita a visualização e interação com seu público. Hoje em dia, dois bilhões de pessoas no mundo inteiro usam o Facebook mensalmente. Suas ferramentas estão sempre em constantes mudanças.

Dentre os avanços dessa rede, há ferramentas avançadas de seleção de públicos. Desta forma é possível direcionar para as pessoas ideais para o seu negócio. Usando o que você conhece sobre seus clientes, como dados demográficos, interesses e comportamento.

Com essas dicas é possível se conectar com pessoas semelhantes a eles. Ou seja, que morem próximos, tenham gostos parecidos e até comportamentos iguais. Separamos algumas dicas para você entender mais sobre esse assunto.  Há 5 opções para escolher seu público no Facebook.

Atrair clientes através da localização

É isso mesmo. Atrair clientes por meio da sua localização é possível sim. Seja no prédio ao lado ou do outro lado do mundo, encontre pessoas nas cidades, nas comunidades e nos países em que deseja expandir seus negócios.

Dados demográficos

Também é permitido encontrar pessoas através de dados demográficos. Escolha um público baseado em idade, gênero, educação, status de relacionamento, cargo e outros. Desta maneira fica mais fácil atrair clientes através da rede.

Interesses

Como já vimos, o facebook abre um leque de opções para atrairmos mais pessoas ao nosso negócio. Escolha os interesses e hobbies das pessoas que deseja alcançar, de alimentos orgânicos a filmes de ação.

Comportamento

Selecione as pessoas com base no comportamento de consumo, no uso de dispositivos e em outras atividades. Por exemplo, se você representa uma tabacaria, pode direcionar para pessoas que compraram esse produto recentemente.

Conexões

Alcance pessoas que estão conectadas com sua Página, aplicativo ou evento do Facebook, ou exclua-as para encontrar novos públicos. Por exemplo, se deseja novas Curtidas na Página, você pode excluir as pessoas que já curtem a sua Página.

E aí, o que achou dessas dicas?

Aumentar a visibilidade do seu site

Aumentar a visibilidade do seu site de forma orgânica

Aumentar a visibilidade do seu site nos buscadores

Aumentar a visibilidade do seu site e ficar nas primeiras posições dos buscadores é o sonho de qualquer empresa. Mas isso já não é mais considerado sonho. Está se tornando a mais pura realidade.

Uma agência de marketing especializada pode ser de grande ajuda para você que não entende muito desse assunto.

Nós separamos algumas dicas para você entender melhor algumas estratégias infalíveis de SEO que vão ajudar a melhorar a visibilidade da sua empresa na rede.

Aumentar a visibilidade do seu site com SEO

A primeira dica é sempre se manter atualizado. Essa estratégia de SEO (Search Engine Optimization) é algo orgânico e muda constantemente. Quando estamos aprendendo a usá-la. Ela já mudou sua forma de ser usada. Por isso orientamos ficar atento nesse assunto para não ser passado para trás. Além de se mante atualizado com o SEO, pesquise sobre palavras-chave que podem ser usada em benefício de seu site.

Use palavras-chave

Usar palavras-chave ajuda a aumentar a visibilidade do seu site. Procure incluir elas nos títulos do seu texto, na descrição das páginas e nas seções do seu site. Lembrando que essas palavras precisam estar dentro do seu texto também.

Após pesquisar e escolher um conjunto de palavras-chave produza conteúdo de qualidade.  Link aos seus produtos ou serviços da sua empresa. Tudo isso será de grande ajuda para aumentar a visibilidade do seu site.

Faça conteúdo de qualidade

Caso você não tenha uma agência especializada em marketing digital, escolha uma pessoa para ficar responsável pela produção de conteúdo. Esse conteúdo precisa atrair seu potencial cliente, ou seja, precisa ter informações que interessam seu público.

Use as redes sociais

Compartilhar seu conteúdo em sua página entre os consumidores é uma estratégia muito boa. Usar as redes sociais como, Facebook, Twitter, LinkedIn ajuda a viralizar seus conteúdos na internet.

Analise as métricas

Faça análise das métricas para medir os resultados. Somente desta forma você conseguirá ver se suas estratégias estão dando resultados. Essa analise não é apenas superficial, observando apenas o posicionamento do site nos resultados de busca. É necessário uma análise mais precisa. Tudo baseada nos resultados de textos lidos, metas atingidas, vendas realizadas e muito mais.

O que você achou dessas dicas?

Lead no marketing digital

Lead no marketing digital; entenda mais

Lead no marketing digital faz diferença

Lead no marketing digital é muito usado hoje em dia. Fala-se bastante em criação de leads, gerar leads entre outros. Atualmente é uma das palavras mais usadas pela galera do marketing digital. Mas o que é lead? Como ele funciona? Leia esse artigo para entender um pouco mais sobre esse assunto.

Lead no marketing digital, o que é?

Lead no marketing digital é considerado como potencial cliente. Ou seja, um consumidor que demonstrou interesse em adquirir seu produto ou serviço.

Esse é uma ferramenta bem útil dentro do marketing digital.

Como ele funciona

No texto acima comentamos sobre o lead no marketing digital é quando um cliente demonstra interesse ao seu produto ou serviço. Mas como esse interesse é demonstrado?

Já percebeu que em alguns sites que visitamos aparece um box para preenchermos? Seja para um e-book uma assinatura de newsletter?

Através desse preenchimento de dados por parte do usuário o lead do marketing digital passa a fazer parte do funil de vendas.

Funil de vendas

O lead passa a fazer parte do funil de vendas daquela empresa e é trabalhado pela equipe de marketing e vendas em esforços conjuntos no sentido do fechamento do negócio.

Ou seja, é a isca que trará um novo visitante ao seu site ou blog. Dentro deste funil são realizadas algumas ações como um botão de ação para instigar a interagir com sua marca e tornar-se um lead!

Agora é a hora de produzir conteúdo para o meio de funil. Isso faz com que o conteúdo produzido estreite sua relação com seu potencial cliente. Criando assim uma relação de confiança.

Produção de conteúdos

Agora chegou a parte mais trabalhosa. Gerar conteúdo. Quando falamos em conteúdo ele é bem abrangente. Você pode utilizar textos, e-books, infográficos, entre várias outras táticas.

Com essas estratégias é possível transformar uma lead em um cliente. Tendo sua meta alcançada.  

Como você faz o lead no marketing digital do seu negócio?

Marketing de conteúdo

Marketing de Conteúdo: 3 dicas para Instituição de ensino

Marketing de conteúdo ajuda mercado educacional

Marketing de conteúdo é essencial para o mercado educacional. Se você é proprietário de uma instituição de ensino, não perca tempo. Comece a criar conteúdos de qualidade para seu público.

O número de instituições de ensino está crescendo e tornando o mercado extremamente competitivo.

Para se diferenciar de outras instituições de ensino, você precisará estar presente onde as outras não estão. Por isso, uma estratégia que vem dando resultados é do marketing de conteúdo.

Veja 3 dicas simples de marketing de conteúdo que separamos para você.

Conteúdo relevante

Dentro do marketing de conteúdo importante criar assuntos relevantes para o seu público, ou seja, seu candidato. Eles precisam querer consumir esse conteúdo.

No marketing de conteúdo para instituições de ensino, é possível fazer textos para blogs, e-books, vídeos, entre outras ferramentas.

O mais importante para que seu marketing tenha resultado é conhecer seu público alvo.

Se você não conhecer seu público alvo ou personas, você provavelmente não conseguirá escrever ter bons resultados. Após saber isso, você conseguirá direcionar melhor suas estratégias.

Tire as dúvidas

Uma estratégia muito utilizada no marketing de conteúdo é tirar dúvidas. Isso mesmo. A agência de marketing digital cria conteúdos dando respostas às diversas dúvidas que seu público procura.

Perguntas básicas sobre que profissão seguir? O que faz um jornalista? Qual a profissão que mais cresce no mercado? Ao usar perguntas simples, você poderá sanar as dúvidas de muitos dos seus candidatos. Isso fará com que ele decida em qual carreira seguir dentro da sua instituição de ensino.

Marque presença onde seus candidatos estão

O marketing de conteúdo é uma ótima ferramenta desde que seja bem usado. Por isso, você deve trabalhar muito bem a divulgação deles. É aí que entra o papel importantíssimo da agência de marketing, pois, ela te auxilia em saber onde seus candidatos consomem seu conteúdo.

Divulgue nos meios certos de comunicação e você conseguirá ter bons resultados. Não importa se é pelas redes sociais ou não, o importante é estar presente onde seus candidatos estão.

Espero que essas dicas simples de marketing de conteúdo tenham mostrado a importância dessa estratégia para atrair seus candidatos.

 

Não perca tempo

Não perca tempo na hora de produzir conteúdo

Não perca tempo na hora de escrever

Não perca tempo. O tempo é muito precioso nos dias de hoje. Já ouviu alguém dizer, “o dia precisaria ter 48 horas?”. Muitos pensam dessa forma na hora do trabalho. Na hora de produzir conteúdo não é muito diferente.

Nem sempre conseguimos produzir no horário do expediente. Aí levamos trabalho para casa e trabalhamos até tarde da noite. No entanto, o maior segredo está em não desperdiçar seu tempo. Nesse artigo falaremos mais sobre esse assunto e como podemos evitar a perda de nosso tão precioso tempo na hora de produzir conteúdo.

Não perca tempo com distrações

Evite distrações que possam “apagar” uma boa ideia e desperdiçar o seu tempo. Na hora de escrever, afaste-se das redes sociais, da televisão e até mesmo do seu celular. A internet pode ser uma grande aliada na hora de fazer pesquisas, mas se for usada de maneira errada vai atrapalhar sua produção.

Reserve tempo específico para essas distrações, a fim de que as suas atividades não sejam afetadas negativamente com a perda de atenção.

Não seja filósofo

Parece brincadeira, mas o assunto é sério. Não perca tempo fazendo as mais inúmeras analises. Você pode gastar tanto tempo buscando informações, estudando os prós e os contras que acaba perdendo o foco da sua produção.

Evite temas bem complexos, eles apensa tendem a trazer mais dificuldades na hora de escrever. Crie um calendário editorial e uma rotina de textos para não perder o seu tempo.

Limite seu tempo

Não perca tempo e determine o seu horário de produção.  Crie um calendário editorial para facilitar na hora de produzir. Isso vale para produção de artigos, posts entre outros.

Além disso, fique atento à quantidade de tempo que você está dedicando a essas pequenas rotinas, pois sem perceber, elas podem diminuir a sua produtividade total, se feitas em excesso.

Tenha prioridades

Um fator em destaque é saber identificar nossas prioridades. Faça uma lista de quais são suas prioridades. É algo bem importante a se fazer. Usando essas pequenas sugestões básicas faz toda a diferença.

Como você faz?

Ter ideias

Ter ideias: 4 dicas para criar bons conteúdos

Ter ideias para escrever nem sempre é fácil

Ter ideias para escrever bons conteúdos nem sempre é uma tarefa fácil. Tudo depende de inúmeros fatores. Desde uma simples distração até mesmo um bloqueio de criação. Profissionais que atuam nessa área podem ter bloqueios na hora de escrever.

Aí tudo fica mais complicado, afinal, você precisa produzir conteúdo para seu cliente.

Há questões simples que podem ajudar você na criação de conteúdos.

Ter ideias para escrever; faça anotações

É isso mesmo que você está pensando. Anote tudo. Mesmo aquelas questões que momentaneamente você acha irrelevante. Para os mais tecnológicos, grave suas ideias. Seja por tópicos ou pensamentos, repito, anote ou grave tudo. Isso faz muita diferença.

Tenha sempre perto de você um bloquinho de anotações, um gravador ou até mesmo use os aplicativos do seu celular. Às vezes, boas ideias surgem em momentos inesperados. Se não anotarmos podemos perder uma ideia genial.

Faça Pesquisas

Ao sentarmos para escrever, podemos pegar tudo que anotamos ou gravamos e pesquisar mais. Pesquisar em sites, blogs e outros canais de comunicação que possa te ajudar a embasar seu conteúdo.

Quando você está fazendo essas pesquisas, lendo e buscando conhecimento sobre o assunto escolhido, podem surgir novas ideais.

Essa é uma maneira de gerar novos conteúdos e ainda deixa-los com muita qualidade.

Não insista

Você começou a escrever e depois de um tempo o texto não progride? Não insista em escrever naquele momento. Respire fundo, toma um café e depois faça anotações. Às vezes listar ideias ou ler mais sobre o assunto ajuda muito na hora do bloqueio de criação.

No entanto, usar esses meios pode facilitar e muito sua vida na hora de produzir.

Tenha seu próprio método

Tenha seu próprio método para ter ideias ao escrever. Nem todos conseguem fazer da mesma maneira que você. Isso é normal. Um exemplo; existem pessoas que só conseguem produzir a noite e outras apenas de manhã.

Cada um produz de um jeito. Mesmo que alguns não gostem dos seus métodos, o importante é você ter ideias e produzir bons conteúdos.

O que você achou dessas dicas?

Webinar

Webinar gera resultados incríveis para sua empresa

Webinar; uma ferramenta do marketing digital

Webinar está cada dia mais comum hoje em dia. Você possivelmente já ouviu falar e até participou de um webinar.

Um webinar nada mais é do que um seminário online, geralmente transmitido ao vivo, sobre um tema específico. Ele é um ótimo formato de conteúdo para geração de Leads. Comparado a um e-book, por exemplo, é um formato relativamente barato de ser feito.

2 motivos para webinar com sucesso

– É uma ótima forma de engajar diretores e outros especialistas da empresa que dificilmente conseguem alocar tempo para escrever no blog da empresa ou produzir outro tipo de conteúdo;

– É um conteúdo que pode ser reaproveitado para dar origem a outros formatos: eBooks, posts no blog, infográficos, apresentações no SlideShare, podcasts, etc.

Webinar ao vivo

No caso de webinar ao vivo, a vantagem só aumenta: é um conteúdo que dificilmente sofrerá atrasos, uma vez que, assumido o compromisso de apresentá-lo, ele deverá acontecer de uma forma ou de outra.

A palavra “transmissão ao vivo” pode assustar um pouco algumas pessoas, mas garantimos que seguindo alguns passos a sua empresa pode ousar e ter um retorno bastante interessante por esse canal.

É bastante simples e você não precisa de um estúdio super profissional para isso. Para começar, basta você, um computador e um objetivo.

Os webinars podem ser usados para os mais diferentes propósitos

Não importa como você faz um webinar. Pode ser sobre um tema amplo para atrair e gerar Leads. Ou talvez sobre um tema mais avançado para avançar seus Leads no funil de vendas.

Por exemplo; uma demonstração ao vivo do seu produto (live demo) para converter Leads avançados em clientes. Ou, ainda, um seminário focado para os seus clientes, com objetivo de relacionamento e retenção deles.

São as necessidades da sua empresa e a sua criatividade que irão determinar o tema a ser abordado.

O que você acha dos webnars? Já participou de algum?

BACK TO TOP