O Google AdWords é uma plataforma completa
O Google AdWords

O Google AdWords é uma plataforma completa

O Google Adwords é destaque na internet

O Google AdWords é uma plataforma para ser usada em campanhas de links patrocinados. Para uma estratégia de Marketing Digital completa, é muito importante considerar essa ferramenta como canal de aquisição de clientes.

Você provavelmente já fez uma pesquisa no Google e encontrou alguns links em destaque no resultado. Além de ter acessado um blog e ter encontrado um banner, ou até visto nos vídeos no YouTube.

Porém, eles têm algo em comum: todos podem ser criados e gerenciados via Google AdWords.

A seguir, vou ajudar você a criar uma conta e explicar como funciona a plataforma. Com isso você poderá criar anúncios que gerem resultados reais para o seu negócio.

Como funciona o Google AdWords

O Google AdWords funciona como um leilão, onde os anunciantes oferecem dinheiro em troca de cliques. O diferencial é que no AdWords nem sempre a maior oferta ganha.

Ou seja, não basta fazer o pagamento e de forma mágica vou aparecer para todo mundo. O Google combina também alguns fatores de qualidade para classificar a posição dos anúncios com base em seu Ad Rank.

Resumindo, não basta pagar mais. É preciso que seu anúncio seja realmente bom.

Entenda o Ad Rank

De forma simples, o Ad Rank é composto por:

Índice de qualidade (IQ) X Lance (CPC máximo).

Isso quer dizer que, mesmo que os lances dos concorrentes sejam maiores do que o seu, o seu anúncio poderá se destacar caso o índice de qualidade seja superior.

Índice de qualidade

O índice de qualidade é uma avaliação feita pelo Google, gerando uma nota que vai de 1 à 10.

Essa nota, junto com o lance, é o que vai determinar a posição de seu anúncio para a palavra-chave e segmentação definida.

Os componentes do índice de qualidade são:

CTR;

Relevância;

Página de destino.

Criar uma conta no AdWords

Criar uma conta no Google AdWords é bastante simples. Vou mostrar como que faz. Clique em “Comece agora”. Depois digite o email do Google que você quer vincular à conta do AdWords e o seu site.

Ao clicar em “continuar” o Google dará início a uma configuração guiada, dando todos os detalhes que você precisa para criar sua conta no AdWords. Nos próximos passos, você precisará preencher alguns dados e ajustar uma primeira campanha teste (caso queira) para começar a usar o AdWords.

Os passos são:

Sobre sua empresa;

Sua primeira campanha;

Pagamento.

Agora o AdWords faz parte da sua estratégia de marketing. Mãos a obra e tenha resultados.

 

Marketing político

Marketing político x Marketing eleitoral

Marketing político é igual o marketing eleitoral

Marketing político não é a mesma coisa que marketing eleitoral. Muitas pessoas acabam se confundindo com relação a este assunto. Para se fazer um bom marketing, é necessário entender esse conceito entre os dois. Há uma diferença entre eles. Isso ajudará na hora de montar as estratégias.

Como já dissemos anteriormente, conhecer a diferença entre o marketing político e o eleitoral é primordial para fazer as estratégias acontecerem. E anterior a isso, é preciso entender essa disparidade antes de traçá-la. Ignorar isso é como jogar fora tempo, esforço e dinheiro, pois seu objetivo não será alcançado.

Tentaremos ajudar você a entender mais sobre essa diferença neste artigo.

Marketing político

O marketing político visa tornar as atividades realizadas por politico, que já possui um caro público conhecida. Isso mostra que no marketing político é necessário trabalhar a imagem do político, tornando suas ações conhecidas da população eleitoral com ele se vê envolvido. Ou seja, é um trabalho que precisa ser realizado desde quando foi eleito, no decorrer do seu mandato.

Tem um ditado muito conhecido que diz, “quem não é visto não é lembrado” e no marketing político é a mesma coisa. É preciso sempre mostrar para a sociedade que o político está atuante. Desempenhando funções, propondo projetos e etc. Aí entra o marketing político. É ele quem vai levar essas informações ao conhecimento do público. Desta maneira será possível uma reeleição.

Marketing eleitoral

Já o marketing eleitoral é diferente. Ele tem apenas um objetivo: a disputa eleitoral. A partir do plano de governo do candidato serão desenvolvidas as estratégias. Tendo como meta fazer o candidato conhecido do público em um primeiro momento.

Depois, a ideia é fazer com que ele se posicione, colocando-o como preferido em relação aos outros candidatos que estão na disputa.

Trata-se de um conjunto de ações em curto prazo. Por isso, as técnicas devem ser muito bem pensadas e elaboradas para que possam surtir efeitos positivos de maneira rápida e eficiente. Desta forma é possível que seu candidato ganhe as eleições. 

O post de hoje falou sobre as diferenças entre marketing político e eleitoral. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com um de nossos consultores.

 

eleições

Eleições 2018: Tenha uma campanha bem sucedida

Eleições e a importância do marketing

Eleições 2018 prometem aquecer o marketing nas eleições. Por isso é preciso ficar atento a todos os detalhes. Primeiro você precisa saber qual perfil você ou seu cliente se encaixa.

É necessário saber se será necessário fazer o marketing politico ou eleitoral. Após descobrir essas diferenças, é hora de colocar a mão na massa. E bora começar sua campanha.

Neste artigo separamos algumas dicas para você entender mais sobre isso.

Eleições requer comunicação personalizada

O marketing digital vem se destacando em muitas campanhas quando o assunto são as eleições. Com o avanço das tecnológicas o público está cada vez mais exigente. Além disso,  estão antenados a tudo.

Para que sua campanha seja eficiente é necessário ter uma comunicação personalizada. Sua mensagem precisa chegar ao seu destinatário da forma que seu público se identifique.

Ter um banco de dados virtual ajuda você a classificar cada contato com as características que desejar, como idade, profissão, gênero, entre outros. Assim, no momento de enviar uma mensagem você pode direcioná-la à pessoa que tiver interesse em recebê-la, gerando um ótimo resultado.

E-mail marketing

O marketing digital vem ganhando cada vez mais adeptos no contexto de marketing eleitoral ou politico. Por ser mais acessível, se torna um meio eficiente de atingir um grande número de pessoas em poucos minutos.

Uma das ferramentas eficientes nas eleições é usar o e-mail marketing.

Com ele é possível enviar mensagens personalizadas aos usuários, pois se trata de uma ferramenta de marketing direto. Ou seja, ele vai direto ao destinatário escolhido, de forma segmentada e mensurável.

E com a internet é possível desenvolver estratégias de marketing assertivas nas eleições.

Redes sociais

Esse dado mostra que os políticos devem aproveitar as redes sociais para alavancar seu marketing eleitoral. Aqueles que decidem se aventurar nesse ambiente possuem grandes chances de aumentar a sua popularidade e de conseguir os votos necessários para vencer as eleições!

Criar uma página e não um perfil no facebook pode ajudar muito. Isso pode ajudar seu candidato a gerar a imagem de alguém que é antenado e que está disponível para o seu público. Além disso, as redes sociais e os sites permitem uma interação rápida e eficiente entre o candidato e seus potenciais eleitores.

Tenha um website

Já falamos anteriormente e em outros artigos sobre a importância de se ter um website para marcar presença na internet. Nas eleições não é diferente. Se o candidato não tiver um site, ele já perde possíveis eleitores que poderiam ir atrás de informações dele. Por exemplo, quais as propostas de governo? Qual trajetória política? E por aí vai…

Lembre-se que hoje em dia um site é seu cartão de visita. Ou seja, mostra que você está disponível para se comunicar com todos. Você poderá criar um formulário de contato, por exemplo.

Dessa forma, cria um vínculo do político com as pessoas interessadas em sua campanha. Nós recomendamos que você tenha um assessor disponível para responder os contatos que sejam realizados.

Isso, tanto através do site quanto através das redes sociais do político. A falta de resposta pode deixar o usuário desiludido com o candidato.

Mídias tradicionais

Essa é uma diga que não poderíamos esquecer. Usar estratégias de marketing tradicionais precisa ser realizado. Isso mesmo, os jingles, os slogans, a distribuição de panfletos e a propagando em horário eleitoral e o famoso e caloroso debate.

No entanto, lembre-se: Avaliem quais dessas mídias fazem mais sentido junto ao público-alvo que você deseja atingir.

Se ficar com alguma dúvida, estamos prontos para ajudar você!

 

BACK TO TOP