Venda e marketing: tudo junto e misturado

Venda e marketing: tudo junto e misturado

A importância de alinhar os departamentos de venda e marketing

Venda e Marketing são dois departamentos de extrema importância para as empresas. Quem trabalha nesse meio conhece bem as diferenças e rivalidades comuns às áreas de venda e marketing e, em alguns casos, nos fazem pensar que trabalham uma contra a outra.

Mas, você já ouviu falar em Smarketing?

O termo Smarketing nada mais é do que a junção entre as palavras em inglês “sales” e “marketing”, ou seja, “venda e Marketing”.

Smarketing representa uma união dos departamentos de venda e marketing por meio do alinhamento de objetivos, métricas e processos para aumentar drasticamente a eficiência da aquisição de clientes.

A união e o alinhamento entre os departamentos de venda e marketing produzem melhores resultados para a empresa. Sendo assim, podemos perceber a importância do profissional de marketing em determinadas ações .

Atualmente, o que se espera dos profissionais da área de marketing é que eles:

  • Representem a voz do cliente;
  • Monitorem as mudanças no contexto dos negócios para obter insights dos clientes;
  • Construam e gerenciem as marcas da empresa;
  • Atualizem a tecnologia e as habilidades de marketing da empresa;
  • Enriqueçam o portfólio de produtos da empresa com seus insights;
  • Façam a mensuração e a prestação de contas do desempenho financeiro.

Com toda essa responsabilidade, fica claro que os departamentos de venda e marketing devem estar alinhados. O marketing atual não tem o objetivo apenas de fazer de sua marca uma opção entre tantas, mas, sim, de tornar-se a marca preferida do consumidor, ou seja, uma referência.

Dicas de como integrar os setores de  venda e marketing

Se na sua empresa as áreas de venda e marketing não costumam conversar, isso não deve ser motivo para desespero neste momento. É possível melhorar a integração entre esses dois setores com estas dicas:

Agende reuniões regulares entre venda e marketing e proporcione debates e trocas de ideia e informação entre os profissionais dos dois grupos.

  • Facilite a comunicação entre o pessoal de Venda e de Marketing.
  • Estabeleça objetivos de faturamento e sistemas de recompensas.
  • Melhore o feedback da força de vendas.

Estime seus consumidores 3.0, respeite seus concorrentes, esteja preparado para a transformação.

É preciso conquistar a lealdade de seus consumidores 3.0 por meio da troca de emoção e valores e também por meio do oferecimento de soluções que resolvam não só suas necessidades, mas também seus anseios espirituais. Aqui temos um post que trata quem são os consumidores 3.0.

Além disso, é preciso também respeitar a concorrência, afinal, o mercado só cresce quando há concorrência.

Respeite, acompanhe e conheça a fundo seus concorrentes para poder conhecer também sua posição no mercado e aprimorar cada vez mais sua empresa.

Não esqueça que o mercado está em constante movimento. Seus concorrentes e clientes irão se transformar e você precisa estar sensível a isso. Ou seja, deve perceber as mudanças para acompanhá-las e também antecipá-las.

Foque nos clientes que mais têm a ganhar com sua empresa e proteja seu nome.

Com os departamentos de venda e marketing alinhados é hora de se preocupar com a captação de clientes. Existe uma diversidade de clientes, aborde primeiro aqueles que mais irão se beneficiar com o que sua empresa tem a oferecer. É o princípio da segmentação. Certifique-se de que seus valores e pontos de vistas estão alinhados com os públicos com maior chance de aquisição de seus produtos e/ou serviços.

Não esqueça que a reputação da sua empresa é tudo. Como os seus consumidores 3.0 veem sua marca é o que vai fazê-los decidir por sua empresa ao invés do concorrente.

Se existem dois produtos iguais, os clientes irão escolher aquele com a marca que tem a melhor reputação. Por isso, é preciso se posicionar e deixar claro os valores da marca para seu público e defender esses valores sempre que possível.

Esteja sempre disponível e ofereça um bom pacote de serviços a um preço justo

É preciso facilitar a vida de quem procura por sua empresa. Se, por um lado, os consumidores 3.0 estão sempre conectados, por outro, muitas pessoas ainda não alcançaram o acesso facilitado ao mundo digital. Por conta dessa diversidade, leve em consideração os diferentes canais de comunicação. Ajude seus potenciais consumidores a encontrá-lo. Aqui temos uma orientação de como atrair seu consumidor.

Além do mais, faça ofertas de seus serviços, em que o preço e a qualidade estão equiparados. Os clientes irão abandonar as empresas que fizerem ofertas enganosas. Você não precisa ser o mais barato – se o preço for compatível com a qualidade e os benefícios oferecidos, os consumidores sentirão que pagaram o que foi justo.

Lembre-se que é preciso encarar seus clientes como clientes para toda a vida. Para isso, é preciso conhecer os diferentes tipos de públicos e saber quais são suas necessidades, seus desejos e comportamentos.

Ao atrair o cliente certo e cultivar sua satisfação por um bom tempo, a empresa ganha um apoiador para o marketing – o consumidor torna-se defensor e divulgador da marca.

Aperfeiçoe continuamente o seu processo empresarial

Nunca deixe de investir na melhoria de seus processos. Seu objetivo deve ser sempre cumprir as promessas feitas a clientes, parceiros e fornecedores. Priorize as questões relacionadas à qualidade, quantidade, data de entrega e preço para não desapontar nenhum de seus públicos.

Além de analisar dados e informações, leve em conta seu conhecimento e suas experiências na hora de tomar uma decisão. Gestores sábios levam em consideração mais que os impactos financeiros para orientar suas ações.

Atualmente, todos têm facilidade de acesso a infinitos dados sobre os clientes. Porém, saber interpretá-los e o que fazer com eles é a chave para o sucesso. Aqui tem uma ferramenta que pode ajudar a analisar a Big Data o Comerce360.

Enraizando esse conceito, assimilando os mandamentos e colocando as dicas em prática, em pouco tempo você fará na sua empresa um novo marketing que atende às necessidades do novo consumidor. O resultado positivo em vendas será consequência.

Consumidores 3.0: Conheça suas características

Consumidores 3.0: Conheça suas principais características

Consumidores 3.0 – chamados assim pelos especialistas por terem um perfil diferenciado dos anteriores. São conectados, bem-informados e prezam pelo conforto em suas experiências de compra.

Diferentes daqueles espectadores que não tinham outra opção a não ser ouvir passivamente ao que o rádio, a televisão e os vendedores das lojas lhes diziam, os consumidores 3.0 não saem de casa sem saber todos os detalhes sobre o produto que deseja comprar.

Pesquisam na internet para comparar preços e consultar outras pessoas por meio das redes sociais.

Com isso, o cliente é conduzido para um estágio avançado na sua jornada de compra e quando chega a uma loja, já sabe a marca, o modelo do produto que deseja, suas principais características e com uma boa noção de preço.

Os consumidores 3.0 também são mais interativos, comunicativos, reivindicativos e opinativos, buscando maior comunicação com a empresa.

Atualmente, os consumidores 3.0 exigem que sejam bem atendidos, com eficiência e agilidade. Aliás, esse cliente até está disposto a pagar mais por serviços que contemplem essas características.

O novo marketing para os consumidores 3.0

No marketing 3.0, os consumidores são vistos mais do que como pessoas que compram, mas, sim, como seres humanos plenos. Por isso, as marcas precisam alcançar o espírito de seus clientes.

Eles querem saber de que maneira sua empresa pode ajudá-los a fazer do mundo um lugar mais justo e mais limpo.

Os consumidores 3.0 buscam uma relação de compartilhamento de valores e anseiam por uma sociedade melhor. Buscam empresas que tenham em seus valores e em sua missão, as necessidades de justiça social, econômica e ambiental.

Pesquisas revelam o perfil dos consumidores 3.0

Uma pesquisa divulgada pela HsM Management  mostra qual o perfil do consumidor 3.0 brasileiro:

  • 73% utilizam sites que comparam os preços dos produtos antes de irem às lojas,
  • 55% dos usuários ainda tem insegurança em realizar transações bancárias na internet,
  • os produtos mais adquiridos são livros, eletroeletrônicos, cds/dvds, produtos de informática e downloads de músicas.

Segundo estudo realizado pela Gartner, em apenas alguns anos, 89% das empresas irão competir principalmente no âmbito da experiência do consumidor.

Dispositivos IoT (Internet das Coisas)permitem o mapeamento do consumidor

As tecnologias voltadas para o setor já permitem que comerciantes disponham da prática de web-analytics em estabelecimentos físicos.

Os milhões de dispositivos IoT em posse dos consumidores permitem ao varejo físico um mapeamento de perfil mais preciso.

Por meio de uma rede WiFi ativa, é possível ler o número de identificação (MAC Address) dos smartphones de cada pessoa que entra na loja, que passa a ser vista como um único visitante, independentemente de quantas vezes retornar ao local.

Com isso, é realizado um filtro de quem deve ser contabilizado ou não, descontando funcionários e entradas duplicadas.

Além disso, esse tipo de identificação permite que o lojista aprimore seu relacionamento com o cliente, uma vez que ele terá acesso a indicadores como a taxa de permanência, frequência, que o permitem aperfeiçoar o atendimento.

Para o varejista, essas informações são vitais. Para conseguir atender a essa nova geração de consumidores 3.0, os lojistas precisam se colocar na posição de comprador e entender sua realidade, pois eles dispõem de várias opções e uma infinidade de informações na palma da mão.

Uma vez que o comerciante tem esses dados, ele pode personalizar o atendimento ao cliente com interações por meio de um smartphone, ou outro dispositivo móvel e posicionar-se como um expert no produto ou serviço oferecido.

As pessoas sentem-se mais confortáveis ao comprar de um especialista, que entenda não apenas da marca vendida, mas de todo o funcionamento daquele tipo de produto.

Leve isso em conta e crie uma estratégia capaz de concretizar uma experiência de compra agradável e satisfatória.

BACK TO TOP