Ter ideias: 4 dicas para criar bons conteúdos
Ter ideias

Ter ideias: 4 dicas para criar bons conteúdos

Ter ideias para escrever nem sempre é fácil

Ter ideias para escrever bons conteúdos nem sempre é uma tarefa fácil. Tudo depende de inúmeros fatores. Desde uma simples distração até mesmo um bloqueio de criação. Profissionais que atuam nessa área podem ter bloqueios na hora de escrever.

Aí tudo fica mais complicado, afinal, você precisa produzir conteúdo para seu cliente.

Há questões simples que podem ajudar você na criação de conteúdos.

Ter ideias para escrever; faça anotações

É isso mesmo que você está pensando. Anote tudo. Mesmo aquelas questões que momentaneamente você acha irrelevante. Para os mais tecnológicos, grave suas ideias. Seja por tópicos ou pensamentos, repito, anote ou grave tudo. Isso faz muita diferença.

Tenha sempre perto de você um bloquinho de anotações, um gravador ou até mesmo use os aplicativos do seu celular. Às vezes, boas ideias surgem em momentos inesperados. Se não anotarmos podemos perder uma ideia genial.

Faça Pesquisas

Ao sentarmos para escrever, podemos pegar tudo que anotamos ou gravamos e pesquisar mais. Pesquisar em sites, blogs e outros canais de comunicação que possa te ajudar a embasar seu conteúdo.

Quando você está fazendo essas pesquisas, lendo e buscando conhecimento sobre o assunto escolhido, podem surgir novas ideais.

Essa é uma maneira de gerar novos conteúdos e ainda deixa-los com muita qualidade.

Não insista

Você começou a escrever e depois de um tempo o texto não progride? Não insista em escrever naquele momento. Respire fundo, toma um café e depois faça anotações. Às vezes listar ideias ou ler mais sobre o assunto ajuda muito na hora do bloqueio de criação.

No entanto, usar esses meios pode facilitar e muito sua vida na hora de produzir.

Tenha seu próprio método

Tenha seu próprio método para ter ideias ao escrever. Nem todos conseguem fazer da mesma maneira que você. Isso é normal. Um exemplo; existem pessoas que só conseguem produzir a noite e outras apenas de manhã.

Cada um produz de um jeito. Mesmo que alguns não gostem dos seus métodos, o importante é você ter ideias e produzir bons conteúdos.

O que você achou dessas dicas?

persona do comprador

Persona do comprador e a importância para sua empresa

Persona, saiba como e por que criar para a estratégia de Marketing Digital da sua empresa.

Hoje, com o Marketing Digital cada vez mais dizimado entre as empresas, está compreendido que para construir a presença online do seu negócio é necessário criar estratégias de Marketing de Conteúdo.

Como parte dessa estratégia, é notável a infinidade de produção de material para blogs, canais de vídeo ou para as redes sociais.

Porém muitas empresas não conseguem gerar bons resultados com seu seus esforços em gerar conteúdo. É comum empresários, de pequenas e até de médias empresas, confiarem a comunicação da sua empresa em pessoas sem especialização como aquele “sobrinho que não sai do Facebook” ou o filho do amigo que “entende de internet”. Delegar a comunicação da sua empresa para uma pessoa sem qualificação só para economizar, pode ser um tiro no pé. Isso é outra história que você pode ver aqui.

Claro que a demanda por conteúdo novo e fresquinho, a necessidade de postar algo novo na Rede Social constantemente chega a ser esmagadora e se você entrar em pânico e começar a empurrar conteúdo que não é uma boa opção para o seu público, corre seriamente o risco de atrair o tipo errado de visitante, o que diminui as chances de tornar seu conteúdo altamente efetivo e alcançar os resultados desejados.

Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Isso porque compreender o comprador é fundamental não só para o desenvolvimento de produtos, mas também para a produção de conteúdo que orientará a aquisição de novos clientes, a fim de criar conteúdo ideal e assertivo para eles.

Por que sua empresa precisa da Persona do Comprador

A melhor maneira de entender o seu público é descobrir mais sobre ele: qual a sua faixa etária? Existe um gênero que consome mais? Onde moram? Qual a faixa salarial? Qual a linguagem que usam? Além de dados demográficos, é legal identificar as suas necessidades.

Como ele consome o meu produto? De que forma o serviço da minha empresa influi na vida do meu público? O que eles esperam da minha companhia?

Com todos esses dados em mãos, fica mais fácil desenvolver o perfil do seu público e definir o que chamamos de Bayer Persona ou personas do comprador.

Persona é a representação fictícia do seu cliente ideal. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos seus clientes, assim como uma criação de suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Vamos dar um exemplo um pouco mais prático: imagine uma campanha no Facebook Ads. Delinear os padrões de uma campanha sem saber quem são as personas resultaria em anúncios abertos para todo o país, sem definir a idade, os interesses ou as páginas curtidas. Parece eficaz? Como fazer um bom trabalho se não sabemos em quem focar?

É por isso que a definição das personas do comprador é a base de trabalho para qualquer estratégia de marketing digital. Com uma persona muito bem detalhada você orienta os objetivos da empresa, desenvolve seu produto ou serviço de forma mais assertiva e concentra seu tempo (e energia) no que vai realmente te trazer resultado.

Uma dica importante é focar na base de clientes que você já tem, tanto em clientes satisfeitos quanto insatisfeitos. Em ambos os casos, você certamente aprenderá algo sobre a percepção do seu produto e quais desafios seus clientes estão encarando. Mesmo que você tenha perfis diferentes de pessoas ou empresas que consumiram seu produto, alguns deles tendem a exemplificar a sua persona.

Não tem como ter sucesso no seu Marketing de Conteúdo sem a persona certa

A criação de personas é vista como um passo fundamental dentro de uma estratégia de Marketing Digital de resultados. Criamos personas para enviar a mensagem certa para as pessoas certas e, assim, termos maiores chances de sucesso.

Ficou claro que você precisa entender algumas coisas sobre o seu cliente para conhecê-lo melhor. Não precisa ser tão minucioso na hora de investigar seus clientes. Prepare algumas perguntas que tragam informações valiosas para potencializar seus objetivos.

Existem características do seu público que não favorece em nada com a sua performance de vendas, por isso listei as principais, que contribuem positivamente para qualquer mercado. Confira:

  • Informações demográficas: Coletar informações demográficas lhe ajudará a realizar o marketing offline e online com um foco melhor, além de ajudar a formar uma imagem de quem é a sua persona. Separe entre homens e mulheres, pergunte se eles são casados, qual é a renda familiar mensal, onde eles moram, qual a idade, se eles têm filhos, e qualquer outra pergunta que você ache necessária para lhe ajudar na formação da identidade da sua persona.
  • Gatilhos de busca: O que levaria esta persona começar a busca por uma solução como a sua? Quais as suas prioridades? Por que precisa disto agora.
  • Fatores de sucesso: Que tipo de resultados essa persona espera da sua solução? Como esse cliente descreveria uma experiência “bem sucedida” entre você e ele?
  • Barreiras percebidas: Quais são as barreiras percebidas que impedem escolher sua solução? O que você poderia oferecer para evitá-las?
  • Critérios de decisão: Quais pontos seus clientes vão usar como critério de decisão para avaliar/comparar suas soluções? O que ele enxerga como diferencial?
  • Processo de compra: Como é o processo de decisão e qual é o papel dessa pessoa nesse processo?

Sem a definição da sua persona, é provável que sua estratégia dê errado e você acabe falando grego para alguns clientes. Ou promovendo cortes de carnes para quem é vegetariano. Ou oferecendo seu produto destinado à classe A para a classe C. Entre outros exemplos.

Sendo assim, enumerei alguns motivos que provam a importância da criação de personas para seu negócio:

  •     Determinar o tipo de conteúdo que você precisa para atingir seus objetivos;
  •     Definir o tom e o estilo de seu conteúdo;
  •     Ajudar a desenhar suas estratégias de marketing apresentando o público que deve ser focado;
  •     Definir os tópicos sobre os quais você deve escrever;
  •     Entender onde os prospectos buscam suas informações e como eles querem consumi-las

Crie seu conteúdo de acordo com o estágio de compra

Depois de definir as personas, sua empresa está pronta para se comunicar da maneira mais adequada com seus potenciais clientes.

Para que a máquina do marketing de conteúdo funcione bem e chegue ao objetivo final, é necessário que você conheça todas as etapas que seu público irá atravessar antes de se tornar verdadeiramente um cliente da sua empresa. Essa caminhada chama-se jornada de compra.

O próximo passo é criar uma estratégia de relacionamento baseada na jornada de compra dessas personas.

Os estágios que consideramos para uma jornada de compra são:

  • Aprendizado: o cliente não sabe ou não tem certeza de que possui um problema ou que tem a necessidade de um produto ou de um serviço;
  • Reconhecimento: a pessoa pesquisa e tenha acesso a informações que a ajudam a perceber a existência de um problema ou de uma necessidade;
  • Consideração: ao perceber que tem um problema, o consumidor segue pesquisando soluções e passa a considerar aquela que melhor se encaixa na sua necessidade;
  • Decisão: após analisar as opções do mercado, é tomada a decisão e a compra pode acontecer.

Acredito que agora ficou claro sobre a importância de definir as personas do comprador e por que ela é a base de trabalho para qualquer estratégia de marketing digital. Com uma persona muito bem detalhada você orienta os objetivos da empresa, desenvolve seu produto ou serviço de forma mais assertiva e concentra seu tempo (e energia) no que vai realmente te trazer resultado.

Aproveite para você consultar neste blog algumas maneiras de utilizar a persona do comprador.

Não perca tempo e mãos a obra! Mas se precisar de uma ajuda pode contar conosco. A Divulggare conta com profissionais especializados para elaborar uma estratégia de Marketing de Conteúdo. Fale conosco.

marketing-digital-pequenas-empresas

Inbound marketing x Outbound marketing

A melhor maneira de usar o marketing na sua empresa

O novo versus o tradicional. De uma maneira mais simples, essas são as diferenças entre Inbound Marketing e Outbound Marketing.  Ambos são modelos que apresentam focos diferentes dentro do marketing. No Inbound seu objetivo principal é atrair e fidelizar clientes, despertando o interesse deles para o que sua empresa oferece.

Já no Outbound, considerado como tradicional, oferecendo serviços ou produtos. A ideia é ir atrás do cliente ativamente e não necessariamente gerar o interesse genuíno desse possível cliente na sua empresa.

Inbound Marketing

A ideia principal do Inbound não é ir atrás do cliente, e sim despertar o interesse dele para que ele venha até você e se interesse pelo que a sua empresa oferece.

Essa atração é conquistada através de conteúdos de qualidade para o seu público. Sendo a produção de conteúdo o principal combustível para o Inbound, é necessário que esse conteúdo seja de qualidade e que comunique com as pessoas certas.

Assim como a ideia principal é atrair o público e despertar nele um interesse genuíno nos produtos ou serviços da empresa, é preciso entender bem quem é esse público. Ou seja, primeiro saber quais são seus interesses, dúvidas e desafios, para então oferecer materiais/conteúdos que o ajude a resolver os problemas que tem.

Além disso, o fazer enxergar uma oportunidade ainda não vista, onde a solução é exatamente o serviço/produto que a sua empresa oferece.

Assim, ao publicar o conteúdo certo no lugar e no momento certo, o marketing se torna relevante e útil para os seus clientes. Dessa maneira, a venda é resultado de um trabalho de qualidade, bem orientado e específico.

Outro ponto a se destacar no Inbound Marketing é o seu custo. Aqui você vai conseguir investir menos e ter um bom retorno.

Outbound Marketing

A ideia do Outbound Marketing é ir atrás do cliente ativamente e não necessariamente gerar o interesse genuíno desse possível cliente na sua empresa.

Usado nos meios tradicionais de comunicação, ao usar propagandas no rádio, TV, jornais, revistas, mala direta, enfim, nos meios mais comuns de publicidade.

Mas, além desses meios, podemos encontrar o Outbound no meio digital também. Banners, emails em massa e pop-ups são alguns tipos de publicidade presentes nessa metodologia.

O investimento no Outbound difere bastante do Inbound, pois as mídias são bem mais caras. Se você precisar cortar o investimento, você “some” da mídia, quando se usa o outbound.  O que não acontece no Inbound, já que seus conteúdos continuam na internet e podem ser acessados a qualquer momento.

Conclusão

Mesmo com diferenças relevantes no marketing, esses dois métodos podem se complementar. Juntos formam uma poderosa estratégia de marketing para sua empresa.

E sua empresa, quais estratégias utiliza hoje? Já trabalha com algumas dessas duas ferramentas?

 

conteúdo no Facebook

Conteúdo no Facebook: Dicas de como escrever nas redes sociais

O conteúdo no Facebook deve ser bem elaborado

Fazer conteúdo no Facebook não é uma tarefa fácil, porém, o uso desse aplicativo tem sido essencial para as empresas.

No Facebook há muita interação entre usuários e marcas. Com isso, é possível criar um bom relacionamento com o público e gerar boas vendas a partir de um conteúdo no Facebook bem elaborado e criativo.

Independente do objetivo da sua página é preciso desenvolver estratégias para produzir os conteúdos no Facebook com qualidade e envolver seus seguidores.

E para isso é preciso trabalhar diariamente na produção de conteúdo no Facebook e receber um retorno positivo do seu público.

Uma das dúvidas mais recorrentes é como produzir um conteúdo no Facebook criativo para chamar a atenção seus fãs e potenciais novos clientes.

Para te ajudar, nós da Divulggare criamos algumas dicas para sua empresa criar um bom conteúdo no Facebook.

Em seu primeiro post, fale sobre a sua marca 

Ao falar de sua marca, conheça bem o seu público. (Para você saber quem é seu público, verifique esses dados na aba “Informações” disponível no painel do administrador.) Conte rapidamente sua história, faça escolhas, defina um ponto de vista, tenha uma voz, pense em audiências específicas. Seja verdadeiro aos valores da sua marca. É isso que as grandes marcas fazem.

Produção de conteúdo com qualidade

Pense que, ao “curtir” uma Fan Page, o usuário espera receber algo relevante da sua página. Por isso, é imprescindível que haja uma produção de conteúdo no Facebook de qualidade e compatível com o público.

Muitas pessoas acreditam que ao compartilhar um conteúdo gerado em um blog, por exemplo, já é suficiente. Mas, as coisas não são tão simples quanto parecem. É preciso gerar também, um conteúdo no Facebook exclusivo para esse compartilhamento. Isso é importante para aumentar o alcance de suas postagens e incentivar a interação.

Lembre-se que, para conquistar esse engajamento, opte por sentenças breves.  Não esqueça que os seguidores leem as duas primeiras linhas e logo fazem a leitura na vertical para saber o tamanho do seu conteúdo no Facebook. Aqui, os emotions também são bem-vindos para captar a atenção do seu público.

O conteúdo deve ser curto

O Facebook não é um blog e seu design do Facebook não é ideal para textos longos. No meio de tanta informação, as pessoas preferem consumir conteúdos rápidos e simples. Por isso, não escreva textos grandes. Seja breve, amigável e comunicativo. Diga muito em poucas linhas! Posts com menos de 250 caracteres possuem 60% mais engajamento que posts mais longos.

Publique em seu conteúdo no Facebook fotos e vídeos

Insira imagem ou vídeos em seu conteúdo no Facebook! Já foi comprovado que conteúdos visuais chamam a atenção na timeline e são assimiladas rapidamente, despertando a atenção do leitor do que um simples texto.

Insira legendas, faça memes, crie gráficos com citações inspiradoras. As opções são infinitas, então teste o que funciona melhor com seu público.

 

 

BACK TO TOP