Redes Sociais: Como fazer monitoramento eficiente

Dicas importantes de monitoramento nas redes sociais

Talvez você ache que fazer o monitoramento das redes sociais não seja muito importante por achar que elas só são usadas para entretenimento e compartilhamento de imagens e vídeos engraçados, certo?

Errado! Esse cenário já mudou há algum tempo e você precisa, urgentemente, atualizar sua forma de trabalho perante as redes sociais.

As grandes marcas já notaram que as redes sociais são um forte aliado para o engajamento direto com seu cliente, e nossa Fanpage no Facebook é um exemplo, pois é um canal de comunicação aberto e muito mais descontraído.

As Redes Sociais proporcionam um ambiente extremamente favorável para resolver problemas, medir interesses e diversos outros aspectos para promover a sua marca.

Por isso, é muito importante sua empresa estar presente nas redes sociais e fazer o monitoramento de forma eficiente e constante, tanto para medir os resultados, como o comportamento dos usuários. Dessa forma você estará sempre atualizado e com bons dados se precisar melhorar sua estratégia.

A Divulggare pode ajudar a criar ações e estratégias nas redes sociais. Clique aqui para mais informações.

Como faço o monitoramento das Redes Sociais?

Independente das informações que você queira buscar em seu monitoramento, podendo ser a própria marca, produtos, concorrentes ou pesquisa de mercado, é preciso ter em mente um objetivo traçado para fazer esse monitoramento e seguir alguns passos para uma pesquisa de sucesso com resultados consistentes e qualificados.

Defina seus termos de busca

Este é o primeiro passo a ser definido ao criar um monitoramento nas redes sociais. A escolha dos termos varia de acordo com a estratégia da sua pesquisa e é ela que fará o primeiro filtro nos seus resultados.

No caso de uma análise de concorrência, por exemplo, lembre-se de utilizar, além dos nomes dos principais players do seu mercado, as hashtags que eles utilizam e suas contas nas redes sociais. Lembre-se de utilizar aspas no caso de marcas e/ou termos compostos.

Defina suas métricas

Para acompanhar os resultados do seu monitoramento em tempo real ou na periodicidade que você preferir, é importante ficar predefinido algumas perguntas que você queira responder com os dados dos seus relatórios. Aqui vão alguns exemplos:

Qual foi o número de pessoas possivelmente impactadas pelas menções sobre a minha marca nas redes sociais?

Em relação aos usuários, qual a localização com maior número de pessoas comentando sobre a minha marca?

Quem são os usuários que mais falam sobre a minha marca e os que têm maior credibilidade?

Qual é o horário que mais mencionam a minha marca e/ou meus concorrentes nas redes sociais?

Quais são as palavras mais utilizadas pelos usuários ao mencionarem minha marca? E meus concorrentes?

Descobrindo meu público-alvo

O primeiro ponto descobrir seu público-alvo. Infelizmente não dá para abraçar o mundo, então precisamos achar as pessoas que tem interesse em sua marca.

Analise se o seu maior público é maior entre as mulheres ou de homens, qual a faixa etária deles, qual a região de vivem, quais são os interesses e qualquer outra informação que possa ajudar a traçar uma persona.

Como o meu público se comporta?

A escolha das mídias sociais que serão monitoradas é mais um passo importante da criação de um monitoramento.

Não adianta você aplicar toda a sua energia em postagens no instagram, se o seu público está no Linkedin ou no Facebook.

Sabendo a rede social mais eficiente para o seu tipo de negócio, você começa a medir o alcance de formato, os horários que as pessoas estão mais presentes, para que possa traçar uma estratégia mais assertiva. O Sebrae postou em seu site algumas ferramentas que possa te ajudar no monitoramento.

Além da busca pelo feed das redes sociais mais comuns é válido adicionar, por exemplo, as páginas que você ache interessante acompanhar.

Assim é possível visualizar todas as interações públicas de usuários com as marcas. Mais uma opção, é também adicionar grupos, feeds de RSS, entre outras.

Como falar com meu público-alvo?

Quando se fala em conteúdo, muitos acabam ligando a artigos escritos. Mas nas redes sociais o conteúdo também pode ser gráfico ou visual.

Você tem uma série de possibilidades, podendo ser artigo, e-books, vídeos, fotos.

Outra questão é o tipo de linguagem usada, você precisa estar de acordo com a rotina de seu público, fazer testes para descobrir se eles gostam de uma linguagem mais descontraída ou uma linguagem mais formal.

As próprias redes sociais disponibilizam ferramentas de monitoramento cada uma com suas particularidades, sendo assim, cabe a você entender o funcionamento daquela que tiver mais a cara de seu negócio. Além disso, você pode contar com a ajuda de ferramentas de monitoramento de médias sociais que costumam reunir em um só lugar as métricas das contas cadastradas.

Trabalhe com filtros em seu monitoramento

Após criar o seu monitoramento, a utilização de filtros pode ajudar a buscar informações específicas dentro da sua busca. Você pode, por exemplo, filtrar uma data para acompanhar a repercussão de uma campanha realizada pela sua marca ou um dos seus concorrentes.

Ainda nos filtros, é possível buscar informações por palavra-chave, mídias sociais, nome de usuários, entre outros dados.

Utilize tags e categorias

Com a sua pesquisa rodando de forma otimizada, é interessante utilizar tags para categorizar as informações buscadas na sua pesquisa.

Com elas, é possível separar as menções por temas mais comentados pelos usuários, identificar oportunidades de mercado e comparar as informações em seus relatórios. Por exemplo: Reclamação, Atendimento, Produto, etc.

Espero que essas dicas possam te ajudar a fazer um monitoramento de redes sociais com resultados mais precisos e eficientes.

Até breve!